arte cinemaclaquete

Olá pessoal,

Hoje eu, Daphne, vou comentar sobre o filme que assisti no cinema esses dias… Como vocês já sabem, eu adoro um terror, e sendo assim, meu escolhido dessa vez foi “O Herdeiro do Diabo”, que durante a época de estréia, promoveu em NY uma ação publicitária muito criativa para divulgar o filme. Essa ação foi feita no formato ‘pegadinha’ e rendeu bons sustos, confiram no vídeo abaixo:

Imagem de Amostra do You Tube

Pois é, mas infelizmente a originalidade da brincadeira não se estendeu para o filme…

arte cinemafichatécnica
A história mostra um casal recém casado, que na viagem de lua de mel se envolve sem querer numas bizarrices satânicas. Quando voltam pra casa, descobrem que terão um filho, e a partir daí coisas estranhas e inexplicáveis começam a acontecer… Inexplicáveis MESMO, já que a maioria dos mistérios e dúvidas não são esclarecidos em momento algum.

Posso dizer que já fazia tempo que eu não via um terror tão insosso e clichê como esse.

O roteiro se arrisca numa tentativa de criar um climão de suspense psicológico, mas no fim resulta apenas numa mistura tosca de filmagem ‘handcam’ (sabem? Aquele jeito manjado de filmar para parecer uma câmera caseira segurada pelos próprios atores, como em Atividade Paranormal, Bruxa de Blair e etc) com trama medíocre e óbvia, e que pra mim foi ainda, uma imitação bem deslavada e infeliz do clássico “O Bebê de Rosemary”…

No começo até imaginei que poderia estar julgando de forma precipitada, e que a qualquer momento eu me surpreenderia com uma reviravolta sangrenta e cheia de criatividade… Mas não aconteceu. O que aconteceu, foi que o negócio desandou e ficou cada vez mais bizarro e sem nexo…
Um elemento que conseguiu ser pior do que tudo isso foi a fotografia, tão escura que se tornava cansativa e dava agonia… É lógico que o gênero por si só, pede uma iluminação mais característica e algo que se encaixe na temática, que, normalmente segue mesmo essa linha de ‘luz baixa’. Porém deve haver um limite, e nesse caso, extrapolou.
Essa é também uma forma bem eficaz de se descobrir quando um terror é mal feito… Todo filme que eu vejo que é muito escuro, é por que normalmente não dá conta dos efeitos visuais, maquiagem, cenário e etc.
As atuações foram bem fracas e sem carisma e a direção superficial e sem personalidade.

Essa era uma grande aposta do gênero para 2014, ainda mais depois do burburinho causado pela pegadinha, que por sinal é melhor que o filme, rs… Infelizmente decepcionou, deixou a desejar, e não acrescentou nada na minha vida cinéfila… Recomendo que não percam tempo e dinheiro com ele.

Imagem de Amostra do You Tube
assinatura1
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Share!

    2 Comments on

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *