arte

Olá pessoal, tudo bem? : )

Hoje estamos estreando a categoria “Artes” no blog… Ebaaa! Tínhamos em mente a inauguração dessa categoria com a participação de uma ilustradora amiga nossa, porém na correria acabamos adiando e vamos deixar para um futuro próximo ok?

Mas para ainda assim começarmos com grande estilo, escolhemos um artista muito interessante: “Roy Lichtenstein”, um grande nome da “Pop Art”

Bom, pra quem não sabe, “Pop art” é um movimento artístico que nasceu na década de 50 na Inglaterra, mas que alcançou seu ápice, uma década depois em Nova York. O nome “Pop Art” foi criado pelo crítico britânico Lawrence Alloway (1926 – 1990).

A Pop Art propunha assumir a crise artística do século XX, assim, suas obras tinham como foco, demonstrar a massificação de uma cultura popular.
Representando como uma crítica à sociedade capitalista, aquilo que estivesse sendo adotado naquele momento como “modelo”/”moda”, relacionando a cultura como mercadoria em prol da satisfação pública pelos objetos de consumo da época.
Eram utilizados signos estéticos de cores inusitadas, intensas e vibrantes, tendo como materiais principais: gesso,tinta acrílica, poliéster e látex.
A Pop Art valorizava itens do cotidiano transformados em arte, modificando seus tamanhos. O movimento chegou a ser criticado por se comparar à publicidade, mas atravessou os anos evidenciando as qualidades e o talento de cada um dos artistas.

Roy Fox Lichtenstein ( 27/10/1923 — 29/09/1997) foi um artista dos Estados Unidos enraizado na pop art e que procurou em suas obras se utilizar do estilo, da criatividade, das cores e dos clichês em geral das histórias em quadrinhos, de forma artística. Roy misturava o comercial com o abstrato e está inserido num movimento que visa uma crítica implícita da cultura de massa.

ARTE 3 (mais…)